AnjosdeÓrion

Generalidades físico-poético-filosóficas

Poetizo porque..

Posted by Lilian Neves Mise em @2009

Entrelaçamento, crônicas, dedicatórias… palavras soltas, leves, aladas, loucas, perdidas, afundadas…

Poetizo inspirada na sabedoria de Penélope, esposa do cabeça-dura Odisseu.

Muitos conhecem a história do seu tecer, de seu tear… mas acho que poucos pensaram na sabedoria louca e lógica de seu entrelaçar.

Como sobreviver cercada de homens-loucos, homens-animais? Como resistir por tanto tempo e manter a formosura diante da dúvida, da dor e de um terrível e consumidor Amor? Como discernir quem possui sanidade e conseguir tempo, para ser, para permitir, para viver? Em seu entrelaçar e desmanchar ela experimenta as alternativas possíveis, com suas lágrimas ela abdica de sua identidade todas as manhãs, com sua sabedoria ela busca o justo – como boa filosofa – em todas as madrugadas.

Ela é mulher, mãe e sábia. Abdica de sua identidade todos os dias, não porque se dissolva nesse mundo louco, mas porque ela se reconstrói, a cada instante. Assim, como todo romance, as palavras saem entre poéticas e patéticas… mas não se engane, é a sabedoria do coração, a lógica da inclusão. É a lógica de Penélope  e de toda Mulher.

Poetizo por tentar encontrar o mais belo entrelaçamento. Tento do meu jeito e sem tanta habilidade, desmanchando e refazendo. Dando ao tempo, tempo.

Uma resposta to “Poetizo porque..”

  1. Sandra said

    EPerdidos no espaço.
    Perdidos no tempo
    Em meio a estranhos
    Que não conhecemos

    Quem sabe são loucos
    Quem sabe bandidos
    Ou meros humanos
    Dos quais não os vemos

    Nas dores da almas
    Nas dores do mundo
    Das ilusões que se pregam
    Em seus mundos insanos

    Olhar para o céu é a melhor razão
    A viver com eles no meio do chão
    ´
    Mas é preciso ensinar.
    É preciso viver
    E quem sabe com eles poder aprender
    A amar sem razão
    E a nada querer

    Para voltar para o céu
    Nas asas do sol
    E retornar para as estrelas
    O verdadeiro viver.

    Lilian, li a sua poesia e fiquei inspirada e escrevi algumas coisinhas, mas não sou poetiza.

    Sandra Saito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: