AnjosdeÓrion

Generalidades físico-poético-filosóficas

O que a TPM pode significar na vida física, mental e espiritual da mulher?

Posted by Lilian Neves Mise em @2008

»artigo em construção, aceito comentários«

Ela surge primeira e inocentemente em um nível físico, em um corpo que enganado por uma gravidez que não existe; começa a acumular desnecessariamente nutrientes e água, nos deixando mais inchadas, sensíveis e irritadas.

Esse engano acontece principalmente no fígado, por causa de nossa alimentação tóxica (agrotóxicos também, mas principalmente hormônios de origem animal do consumo de carnes) e pela falta de exercícios físicos. O organismo se confunde com as toxinas e vamos ficando como o incrível Huck, “verdes de raiva”, com o pensamento confuso, e conseqüentemente o emocional fica incontrolável. (coincidentemente ou não, na medicina tradicional chinesa o sistema madeira se relaciona ao fígado, a raiva e ao verde).

Com tensão, raiva – explodida ou implodida, confusão mental vamos atrair o que espiritualmente? Se nem nós nos aguentamos não serão anjinhos que irão ficar do nosso lado, na tradição judaica se diz que um rabino não deve apertar a mão de uma mulher que está naqueles dias; mas se estamos bem como ele saberá?

Na cultura popular também temos que a mulher quando “naqueles dias” é insuportável e melhor controlar as palavras. A mulher, nesse período, costuma se sentir mais fraca quando em contato com algumas pessoas, é possível evitar isso? Acredito que sim. Vampirismo energético só acontece se estamos estamos na sintonia do vampiro.

Mas existe um lado positivo e muito gostoso que são os sonhos que temos nesse período -quando estamos bem, quando começamos trabalhos energéticos em nós, nesse período pré-menstrual podemos ter sonhos do que estamos gestando em termos de energia, é um momento bom para se ter o que é chamado de sonhos iniciáticos (que iniciam um processo interior), assim também é a lua nova.

Enfim, esse período é uma guerra, de qualquer forma representa uma morte: se vamos pela via do descuido do corpo somente seremos vítimas do engano, mas pela via do auto-conhecimento tal período é uma visita ao oráculo interior que nos revelará nossa posição na jornada interior.

Algumas dicas para quem sofre com a TPM:

– Não abuse do sal nem de comidas gordurosas, evite comidas com conservantes, leite de origem animal.
– Coma carne com moderação (se comer), procure as que são livres de hormônios.
– Se conseguir trocar o chocolate por um alimento amargo melhor (o chocolate é amargo o que faz mal é o açúcar!). Se não, pelo menos não coma chocolate muito doce e gorduroso.
– Faça auto-massagem no abdômen, e perceba como está o fígado (sempre, e não só na TPM!!!)
– Cuide-se bem não só na TPM, mas principalmente no começo do ciclo (com práticas de sorriso interior)*se existe descuido no começo do ciclo com a alimentação e com o emocional, fica mais difícil escapar da TPM!
– Faça alguma atividade física regularmente.
– Eu faço praticas de alquimia interna taoísta, mas qualquer pratica que busque circular energias, entrar em contato com os órgãos já ajudará bastante (busque atividades para desenvolver a consciência corporal)
– Sorria para os órgãos internos e esperem, com amor e paciência, eles sorrirem de volta!

e muita energia e alegria nos novos ciclos,

Dica de leitura

Para entender a questão biológica, um livro interessante (embora de medicina ocidental e com uma idéia que discordo que é a utilização de hormônio para suprimir a menstruação) é “Menstruação a sangria inútil” um dado-alerta citado no livro é que em 1840 as mulheres menstruavam ao redor dos 17 ou 18 anos, essa faixa etária tem caído e no livro consta 1960 com 13 anos, mas atualmente já se fala de menstruação com 9 anos! É algo para refletir!

Quanto a parte energética, sugiro o livro do Mantak Chia, cujo as práticas também faço e estou ensinando.

Referências

COUTINHO, Elsimar. Menstruação – A Sangria Inútil. São Paulo: Gente, 1996.

CHIA, Mantak; CHIA, Maneewan. Healing Love Through the Tao: Cultivating Female Sexual Energy. New York: Destiny Books, 1991.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: